AS DIMENSÕES DA CRISE ESTRUTURAL DO CAPITAL: O CASO DA CONTRARREFORMA AGRÁRIA DE MERCADO NO BRASIL (1995-2017)

Rodolfo de Souza Lima

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo refletir sobre os impactos da crise estrutural do capital na questão agrária, em especial, seus impactos no debate da reforma agrária no Brasil e sua vinculação com a contrarreforma agrária do Banco Mundial. Durante a década de 90 o neoliberalismo começa a ser implementado, com forte influência do Fundo Monetário Internacional (FMI) e Banco Mundial (BM), aos países da periferia do capitalismo, especialmente da América Latina, África e Ásia. Compreendemos a contrarreforma agrária do BM como uma política de cunho ideo-político neoliberal e um aspecto da crise estrutural do capital, incapaz de tolerar qualquer ameaça ao controle sociometabolico. Analisaremos sua implementação no Brasil e seu tratamento pelos últimos quatro governos (1995-2017).

Texto completo:

PDF


A Pegada está indexada em:

LATINDEX - http://www.latindex.unam.mx/

Sumarios.org - http://sumarios.org/

Scientific Indexing Services (SIS) - http://sindexs.org/

GEODADOS - http://geodados.pg.utfpr.edu.br/

Capes Periódicos - http://www.periodicos.capes.gov.br/

Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico (REDIB) - https://www.redib.org/

Directory of Open Acess Journals (DOAJ) - http://doaj.org/

ISSN: 1676-3025