O FIM DO CORTE MANUAL DA CANA-DE-AÇÚCAR E O "FIM" DO CORTADOR DE CANA: A CONJUNTURA DOS TRABALHADORES MIGRANTES NA MICRORREGIÃO DE ITUIUTABA - MG

Natália Nery, Joelma Santos

Resumo


Resumo: A mecanização do corte da cana-de-açúcar, o fim das queimadas e a falência de agroindústrias canavieiras na região de Ituiutaba (MG) contribuíram para que grande parte dos trabalhadores migrantes residentes na região fosse obrigada a abandonar o corte manual da cana. Estes trabalhadores tradicionalmente saíam das suas regiões de origem - via de regra estados da região Nordeste - para vender sua força de trabalho em agroindústrias canavieiras do Triângulo Mineiro e  encontraram-se atualmente em situações de desemprego ou empregos bastante precários. Este cenário de diminuição da produção canavieira no município de Ituiutaba está relacionado à falência de algumas usinas da região e ao fato de outras em funcionamento adotarem o corte mecanizado, o que deixa os trabalhadores migrantes sujeitos à marginalização e a atividades tão precárias quanto o corte manual da cana.

Palavras-Chave:  Mecanização, desemprego, cana-de-açúcar, migrantes. 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.33026/peg.v17i1.4404

A Pegada está indexada em:

LATINDEX - http://www.latindex.unam.mx/

Sumarios.org - http://sumarios.org/

Scientific Indexing Services (SIS) - http://sindexs.org/

GEODADOS - http://geodados.pg.utfpr.edu.br/

Capes Periódicos - http://www.periodicos.capes.gov.br/

Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico (REDIB) - https://www.redib.org/

Directory of Open Acess Journals (DOAJ) - http://doaj.org/

EBSCO - https://www.ebsco.com/

ISSN: 1676-3025