SEPULTADOS VIVOS: ANTAGONISMOS E BRECHAS SOCIOAMBIENTAIS PARA OS TRABALHADORES CATADORES PERANTE A PRODUÇÃO DESTRUTIVA GLOBAL DO CAPITAL

Marcelino Andrade Gonçalves, Júlio Cezar Ribeiro, Flávia Akemi Ikuta

Resumo


O “lixo” é uma questão complexa e preocupante, porque a não reutilização de materiais decorre geralmente do desinteresse econômico e não da incapacidade de reutilização, reciclagem ou incorporação tecnológica do descartado. O espalhamento de resíduos, oriundos da produção destrutiva, avança para dentro e para fora do mundo. Um segmento da classe trabalhadora global serviu de foco à análise, propriamente a dos trabalhadores catadores de resíduos sólidos urbanos e, por meio deles, procuramos averiguar os limites e as brechas para a retirada de si e do corpo social geral dessa precária situação a que foi submetida o oikos.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.33026/peg.v17i1.4359

A Pegada está indexada em:

LATINDEX - http://www.latindex.unam.mx/

Sumarios.org - http://sumarios.org/

Scientific Indexing Services (SIS) - http://sindexs.org/

GEODADOS - http://geodados.pg.utfpr.edu.br/

Capes Periódicos - http://www.periodicos.capes.gov.br/

Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico (REDIB) - https://www.redib.org/

Directory of Open Acess Journals (DOAJ) - http://doaj.org/

EBSCO - https://www.ebsco.com/

ISSN: 1676-3025