A TERRITORIALIZAÇÃO DO TRABALHO DE MULHERES EM EMPRESAS TERCEIRAS: VIDA COTIDIANA E PATRIARCADO

Carmem Lúcia Costa

Resumo


O presente trabalho é produto de pesquisas que analisam o processo de feminização no mundo do trabalho como parte de uma estratégia de precarização crescente e profunda do sistema capitalista para com os trabalhadores e trabalhadoras. Neste trabalho o recorte é o trabalho feminino em empresas terceirizadas que prestam serviços na área de limpeza e segurança na cidade de Catalão, interior de Goiás, enfocando este processo associado ao crescente número de trabalhadoras neste ramo da economia formal. O objetivo é identificar como a precarização alcança e precariza a vida cotidiana das trabalhadoras, ao mesmo tempo em que abre a perspectiva de superação das atuais relações de gênero baseadas no patriarcado. A análise constrói-se a partir de um diálogo teórico no campo do marxismo e da pesquisa empírica com trabalhadoras através de questionários, entrevistas e diário de campo. A principal constatação é a de que as trabalhadoras servem de mão de obra barata para a expansão da acumulação de capital e degradação do humano na sociedade atual, mas também encontram no trabalho asslariado um caminho para a redefinição das relações patriarcais estabelecidas.

 Palavras-chave: trabalho, terceirização, feminização.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.33026/peg.v16i2.3924

A Pegada está indexada em:

LATINDEX - http://www.latindex.unam.mx/

Sumarios.org - http://sumarios.org/

Scientific Indexing Services (SIS) - http://sindexs.org/

GEODADOS - http://geodados.pg.utfpr.edu.br/

Capes Periódicos - http://www.periodicos.capes.gov.br/

Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico (REDIB) - https://www.redib.org/

Directory of Open Acess Journals (DOAJ) - http://doaj.org/

EBSCO - https://www.ebsco.com/

ISSN: 1676-3025