MULHERES CANAVIEIRAS! AS SINGULARIDADES DO TRABALHO REALIZADO PELAS “BITUQUEIRAS” NO AGRONEGÓCIO SUCROALCOOLEIRO NO MUNICÍPIO DE ITABERAÍ-GO

Ana Michelle Santos

Resumo


Nessa pesquisa analisamos a situação das trabalhadoras canavieiras, mais conhecidas como “bituqueiras” no agronegócio no município de Itaberaí-Go. A partir desse objetivo, avaliamos o território sucroalcooleiro, que expandi a fronteira agrícola canavieira e intensifica a precarização das condições dos trabalhadores. A metodologia empregada foi a pesquisa bibliográfica para analisar como se constitui o território do agronegócio da cana-de-açúcar no município de Itaberaí-Go e também realizamos pesquisa de campo no sindicato dos trabalhadores rurais do município, com as trabalhadoras no terminal do trabalhador rural Luiz A. Ório e com um “gato” para entender como se estabeleceu o trabalho das “bituqueiras” presente no canavial. 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.33026/peg.v15i2.2832

A Pegada está indexada em:

LATINDEX - http://www.latindex.unam.mx/

Sumarios.org - http://sumarios.org/

Scientific Indexing Services (SIS) - http://sindexs.org/

GEODADOS - http://geodados.pg.utfpr.edu.br/

Capes Periódicos - http://www.periodicos.capes.gov.br/

Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico (REDIB) - https://www.redib.org/

Directory of Open Acess Journals (DOAJ) - http://doaj.org/

EBSCO - https://www.ebsco.com/

ISSN: 1676-3025