O TRABALHO DOMICILIAR DAS MULHERES EM TERRA ROXA/PR: O caracol reencontra sua concha

Terezinha Brumatti Carvalhal, Antonio Thomaz Junior

Resumo


Neste estudo, apontamos algumas contradições referentes à dinâmica territorial do trabalho domiciliar como repercussão da informalização, enquanto produto das mudanças que se processam no âmbito mais geral do trabalho. Os rearranjos do capital, nesse caso, a desconcentração do processo produtivo e a expansão das pequenas e médias unidades têm se juntado às formas flexibilizadas e precarizadas de trabalho e tem feito avançar a descentralização do capital no município de Terra Roxa/PR. Assim o trabalho produtivo em domicílio se mistura ao trabalho reprodutivo doméstico, entronizando uma forma específica de exploração de elevados contingentes de força de trabalho, especialmente de mulheres. Sendo que o trabalho remunerado e produtivo acaba impondo sua configuração territorial no âmbito da casa em que todos os cômodos passam a ter a funcionalidade primordial à produção.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.33026/peg.v13i1.1744

A Pegada está indexada em:

LATINDEX - http://www.latindex.unam.mx/

Sumarios.org - http://sumarios.org/

Scientific Indexing Services (SIS) - http://sindexs.org/

GEODADOS - http://geodados.pg.utfpr.edu.br/

Capes Periódicos - http://www.periodicos.capes.gov.br/

Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico (REDIB) - https://www.redib.org/

Directory of Open Acess Journals (DOAJ) - http://doaj.org/

EBSCO - https://www.ebsco.com/

ISSN: 1676-3025