ALGUMAS REFLEXÕES ACERCA DA DISPUTA PELA ÁGUA NO PONTAL DO PARANAPANEMA: MOVIMENTOS SOCIAIS E OS CONFLITOS QUE PERMEIAM O AGROHIDROTERRITÓRIO

Jaqueline da Silva Oliveira

Resumo


A disputa histórica pela posse da terra no Pontal do Paranapanema e dos conflitos daí desdobrantes que faz vir à tona as cifras marcantes das terras improdutivas e devolutas e, mais ainda descrédito em relação à Reforma Agrária e a negativa a qualquer possibilidade de acesso a terra, tal como a política de assentamento de vigência totalmente enfraquecida e desprestigiada. É neste cenário que a apropriação da água ou sua privatização comparece como preocupação. A face que estamos nos propondo refletir por meio do presente artigo, tem a ver com o caso particular dos reservatórios das usinas hidrelétricas ao longo do Rio Paranapanema, controladas pela transnacional Duke Energy, que nega o acesso aos reservatórios aos trabalhadores e movimentos sociais, que reivindicam o seu uso para a criação de peixe via o sistema tanques-rede para a subsistência e também como fonte de renda, além de despertar para a importância de discutir o conceito de Agrohidroterritório.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.33026/peg.v9i2.1685

A Pegada está indexada em:

LATINDEX - http://www.latindex.unam.mx/

Sumarios.org - http://sumarios.org/

Scientific Indexing Services (SIS) - http://sindexs.org/

GEODADOS - http://geodados.pg.utfpr.edu.br/

Capes Periódicos - http://www.periodicos.capes.gov.br/

Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico (REDIB) - https://www.redib.org/

Directory of Open Acess Journals (DOAJ) - http://doaj.org/

EBSCO - https://www.ebsco.com/

ISSN: 1676-3025