TIPIFICAÇÃO SOCIAL E TRANSITORIEDADE TERRITORIAL NA LUTA PELA TERRA: O CASO DOS CAMPONESES/PESCADORES DE TAMBAUZINHO, MUNICÍPIO DE SANTA RITA – PB

Marco Antonio Mitidiero Junior

Resumo


Partindo da idéia de que a lógica dos conflitos agrários entre grandes proprietários de terra versus camponeses (pequenos proprietários, parceiros, arrendatários, posseiros, sem terra, etc.) no Brasil segue a regra da expulsão e expropriação desses últimos sujeitos sociais, o presente trabalho tem como objetivo narrar a trajetória de um grupo de camponeses/pescadores paraibanos que ao resistirem a expulsão permeiam uma variedade de tipificações sociais da comunidade em luta e exemplificam uma perversa instabilidade territorial que envolve a luta pela terra.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.33026/peg.v10i1.1670

A Pegada está indexada em:

LATINDEX - http://www.latindex.unam.mx/

Sumarios.org - http://sumarios.org/

Scientific Indexing Services (SIS) - http://sindexs.org/

GEODADOS - http://geodados.pg.utfpr.edu.br/

Capes Periódicos - http://www.periodicos.capes.gov.br/

Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico (REDIB) - https://www.redib.org/

Directory of Open Acess Journals (DOAJ) - http://doaj.org/

EBSCO - https://www.ebsco.com/

ISSN: 1676-3025