APROPRIAÇÃO DA PRÁXIS PELO CAPITAL E AS PROPOSTAS DO TRABALHO POR MEIO DA LUTA PELA MORADIA

Fernanda Keiko Ikuta

Resumo


As transformações na sociedade atual redimensionam o conflito capital x trabalho, e porisso o interesse em estudar as novas dimensões do confronto entre os mecanismos utilizados pelocapital para se apropriar da práxis social e a busca do trabalho por construir um projeto dereapropriação das condições de existência. No âmbito da luta pela moradia, uma das expressões doprocesso de reorganização do capital é o projeto de cidade-mercadoria lançado pelas políticaspúblicas urbanas. No confronto travado entre a expansão das estratégias do capital para a sua(re)territorialização/(re)produção e a práxis, fetichizada e/ou emancipadora, do trabalho, buscamosrevelar os mecanismos de manutenção do instituído e as possibilidades da produção do instituinte(do vir a ser), por meio da luta pela moradia, expressas na realidade urbana.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.33026/peg.v6i2.1314

A Pegada está indexada em:

LATINDEX - http://www.latindex.unam.mx/

Sumarios.org - http://sumarios.org/

Scientific Indexing Services (SIS) - http://sindexs.org/

GEODADOS - http://geodados.pg.utfpr.edu.br/

Capes Periódicos - http://www.periodicos.capes.gov.br/

Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico (REDIB) - https://www.redib.org/

Directory of Open Acess Journals (DOAJ) - http://doaj.org/

EBSCO - https://www.ebsco.com/

ISSN: 1676-3025