EXCLUSÃO SOCIAL: DIÁLOGOS ACERCA DOS CATADORES DE RECICLÁVEIS DA AGECOLD – DOURADOS/MS

Ricardo Fagner Souza da Silva, alexandre bergamin vieira

Resumo


A análise e compreensão da exclusão social e da invisibilidade pública dos catadores de recicláveis da Agecold em Dourados é o objetivo central desse artigo. Acreditamos que esses trabalhadores, ao estarem excluídos das oportunidades de ascensões políticas, econômicas, sociais, espaciais e, também, culturais, através do não acesso ao mercado de trabalho formal, configuram-se como sujeitos invisíveis socialmente, principalmente, pelo trabalho de catação/separação de materiais recicláveis, que apesar de fundamental importância para a sociedade, é representando como não digno de aceitação social.


Palavras-chave


Catadores de recicláveis, Exclusão social, Invisibilidade, AGECOLD

Texto completo:

PDF


Caderno Prudentino de Geografia - ISSN: 2176-5774

 

Associação dos Geógrafos Brasileiros - Seção Local Presidente Prudente