Territorialidades na parada LGBT de Juiz de Fora - MG

Raphaela Granato Dutra, Laís Ximenes Miranda

Resumo


Resumo

As paradas LGBT vêm ganhando, no decorrer do tempo, visibilidade em todo o território brasileiro, fato observado através do aumento desses eventos ao longo das cidades brasileiras, cabendo destacar seu caráter popular, no qual a sociedade se envolve de maneira generalizada. Neste trabalho, iremos analisar as microterritorialidades presentes na semana da Rainbow Fest e do concurso Miss Brasil Gay na cidade de Juiz de Fora/MG, sendo este tombado como patrimônio histórico imaterial do município, destacando como os grupamentos sociais utilizam ferramentas para controlar o espaço-tempo da festa. Em termos metodológicos, nossas análises foram baseadas em pesquisas de campo em eventos, entrevistas e questionários estruturados. A consulta a material bibliográfico foi necessária para um maior embasamento teórico acerca do tema. Destacamos ainda a importância desses eventos para a cidade de Juiz de Fora e também para o grupamento social LGBT, que se utiliza dessa semana para reivindicar seus direitos e expor seus anseios em uma sociedade heteronormativa.


Palavras-chave


Turismo; Territorialidades; Parada do Orgulho Gay

Texto completo:

PDF


Caderno Prudentino de Geografia - ISSN: 2176-5774

 

Associação dos Geógrafos Brasileiros - Seção Local Presidente Prudente/SP

Rua Roberto Simonsen, 305, Centro Educacional, CEP: 19.060-900, Presidente Prudente, São Paulo.