A relação entre as espacialidades de jovens do sexo masculino e a morte por homicídio na cidade de Ponta Grossa - Paraná

Fernando Bertani Gomes, Joseli Maria Silva, Aline Ansbach Garabeli

Resumo


Esse estudo tem por objetivo compreender as relações entre a vivência espacial de jovens do sexo masculino e a morte por homicídio na cidade de Ponta Grossa – PR. Para tanto, foram analisados 79 inquéritos policiais de homicídio estabelecendo características das vítimas e da espacialidade dos crimes, através de análise documental dos depoimentos e das investigações criminais. O trabalho evidenciou que jovens do sexo masculino moradores de periferias pobres envolvidos com a espacialidade do crack é o grupo mais vitimizado por esse tipo de morte. Por meio de uma espacialidade violenta, esse grupo vive e elabora suas práticas identitárias que o aproximam da morte por assassinato.


Palavras-chave


masculinidade; espaço; morte; homicídio

Texto completo:

PDF


Caderno Prudentino de Geografia - ISSN: 2176-5774

 

Associação dos Geógrafos Brasileiros - Seção Local Presidente Prudente/SP

Rua Roberto Simonsen, 305, Centro Educacional, CEP: 19.060-900, Presidente Prudente, São Paulo.