SISTEMAS RIO-PLANÍCIE DE INUNDAÇÃO: GEOMORFOLOGIA E CONECTIVIDADE HIDRODINÂMICA

Paulo César Rocha

Resumo


Este artigo aborda uma discussão de conceitos acerca dos processos hidrodinâmicos atuante nos sistemas rio-planície de inundação, visando uma interpretação associativa entre as diversas feições geradas pelos processos geomórficos e a intensidade da conectividade (vias de interação) hidrodinâmica entre os ambientes de canal e planície de inundação. A geomorfologia, os depósitos e as características hidrodinâmicas, assumem grande importância na estrutura e função dos ecossistemas rio-planície de inundação. Como resultado, observa-se um alto grau de heterogeneidade espaço-temporal dos processos físicos, químicos e bióticos nestes ecossistemas, que promovem uma grande diversidade de formas (e habitats) terrestres e aquáticas, e grande riqueza de espécies, tornando estas áreas de grande importância para a preservação ambiental. A dinâmica fluvial originada pela inundação ao longo do tempo é responsável pelos diferentes estágios sucessionais dos ambientes aquáticos, transicionais e terrestres, dependentes da própria evolução geomorfológica do sistema fluvial. Esses fatores determinam o grau de conectividade dos ambientes ao sistema fluvial

Palavras-chave


geomorfologia, conectividade, sistemas rio-planície de inundação

Texto completo:

PDF


Caderno Prudentino de Geografia - ISSN: 2176-5774

 

Associação dos Geógrafos Brasileiros - Seção Local Presidente Prudente/SP

Rua Roberto Simonsen, 305, Centro Educacional, CEP: 19.060-900, Presidente Prudente, São Paulo.