ACESSIBILIDADE DE “CADEIRANTES” NO ESPAÇO DE ENSINO PÚBLICO: UNESP, CAMPUS DE PRESIDENTE PRUDENTE – SP

Paula Aparecida SANTINI DE ALMEIDA, Carolina LOTUFO BUENO-BARTHOLOMEI

Resumo


 O acesso aos lugares públicos é um direito de qualquer cidadão. Os ambientes devem ser planejados, de maneira a promover a independência e a autonomia a todos os indivíduos, sobretudo nos espaços de ensino de universidades públicas. Esta pesquisa visa estudar os níveis de acessibilidade oferecidos às pessoas com mobilidade reduzida, com enfoque nos usuários de cadeira de rodas, na Faculdade de Ciências e Tecnologia – FCT, da Universidade Estadual Paulista ‘Júlio de Mesquita Filho’ – UNESP, campus de Presidente Prudente (SP). Todos os edifícios, áreas de estudo, de esporte e de convívio da Instituição, entre outros, devem ser obrigatoriamente acessíveis para que todos tenham liberdade de usufruírem de qualquer atividade que a Faculdade possa oferecer. Portanto, esta pesquisa busca identificar as barreiras arquitetônicas no campus, visando compreender a percepção e conforto especificamente dos “cadeirantes” na garantia de atribuir medidas como qualidade, segurança, confiabilidade e eficiência.

Palavras-chave: acessibilidade, ergonomia, desenho universal.

 

Abstract

 Access to public places is a right of every citizen. Environments should be designed so as to promote the independence and autonomy for all individuals, especially in the areas of education at public universities. This research aims to study the levels of accessibility offered to people with reduced mobility, focusing on wheelchair users, the Faculty of Science and Technology - FCT, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - UNESP, Presidente Prudente (SP). All buildings, fields of study, sports and entertainment opportunities of the institution, among others, must be accessible so that everyone has freedom to use any activity that the school can offer. Therefore, this research seeks to identify architectural barriers on campus, seeking to understand the perception and comfort specifically of "wheelchair" in assigning measures such as ensuring quality, safety, reliability and efficiency.

Key-words: accessibility, ergonomics, universal design.


Texto completo:

PDF