ANÁLISE DO DISCURSO DA REFORMA TRABALHISTA NAS NOTÍCIAS DO G1, 2016-2017

Aparecido Pires de Moraes Sobrinho

Resumo


O objetivo deste artigo é demonstrar como os agentes econômicos e o Estado utilizaram-se dos meios de comunicação de massa para convencer a população brasileira da necessidade de aprovação da reforma trabalhista em 2017. Como metodologia utilizou a Análise do Discurso francesa e, selecionamos um conjunto de notícias publicadas no Portal de Notícias da Rede Globo, G1, durante os anos de 2016 e 2017. A análise das notícias evidenciou o modus operandi de como os meios de comunicação criaram a narrativa, que pela repetição e uso de termos, como “novo” em oposição ao “velho”, vão delimitando uma estratégia que aos poucos é capaz de convencer a classe trabalhadora que as mudanças profundas na reforma trabalhista se faz “necessária” para o país. Cria-se a ideia de que sem a aprovação da lei não existe a possibilidade do desemprego ser reduzido.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.33026/peg.v3i20.6629

A Pegada está indexada em:

LATINDEX - http://www.latindex.unam.mx/

Sumarios.org - http://sumarios.org/

Scientific Indexing Services (SIS) - http://sindexs.org/

GEODADOS - http://geodados.pg.utfpr.edu.br/

Capes Periódicos - http://www.periodicos.capes.gov.br/

Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico (REDIB) - https://www.redib.org/

Directory of Open Acess Journals (DOAJ) - http://doaj.org/

EBSCO - https://www.ebsco.com/

ISSN: 1676-3025