ESTRANGEIRIZAÇÃO DE TERRAS: DISPUTAS PARADIGMÁTICAS E TERRITORIAIS NO PA SÃO JUDAS (MS)/ Land foreignization: paradigmatic and territorial disputes in PA São Judas (MS)/ Acaparamiento de tierras: conflictos paradigmáticos y territoriales en el PA São Judas (MS)

Lara Dalperio Buscioli

Resumo


O processo de estrangeirização de terras é histórico e se intensifica a partir da crise de 2007/2008, com a procura de diversos países por territórios para produção de commodities, como no Brasil. Consideramos este processo como a apropriação de terras por estrangeiros, partindo de várias dimensões (material e imaterial), gerando vários impactos territoriais. E o discurso sobre este processo baseia-se na geração de emprego, crescimento econômico, sustentabilidade e segurança alimentar para a população mundial e está relacionado aos paradigmas existentes para a análise do campo brasileiro, bem como com os modelos de desenvolvimento. No caso brasileiro temos o grupo francês Louis Dreyfus Commodities, com forte produção de cana-de-açúcar no município de Rio Brilhante no Mato Grosso do Sul, gerando alguns conflitos territoriais com o assentamento PA São Judas e resistências por parte do movimento socioterritorial MST - Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra.

Palavras-chave


Território; movimentos socioterritoriais; assentamento rural; paradigmas; Louis Dreyfus Commodities.

Texto completo:

PDF


 

 

 

INDEXAÇÕES E BASES BIBLIOGRÁFICAS 
 


                          
Gale
                       
ExLibris header image


APOIO

IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada