TERRITÓRIO (I)MATERIAL E GEOGRAFIA AGRÁRIA: PARADIGMAS EM QUESTÃO (Immaterial territory and Agrarian Geography: paradigms in question)

Janaina Francisca de Souza Campos Vinha

Resumo


Neste artigo, propomos uma análise do pensamento geográfico fundada na construção de uma leitura espacial que relacione o debate paradigmático e os territórios (i)materiais. A disputa territorial está presente no conhecimento científico e não pode ser compreendida apenas com foco na materialidade. O conhecimento, a produção das ideias e o pensamento, elementos que fazem parte da imaterialidade, estão intimamente conectados à realidade material contida nos modelos de desenvolvimento para o campo. Como parte e expressão do pensamento geográfico, o conhecimento compartilhado pelos pesquisadores de grupos de pesquisa são territórios imateriais que procuram contribuir com o desenvolvimento de territórios materiais. Para intermediar o debate, dois paradigmas orientaram a leitura apresentada: o Paradigma do Capitalismo Agrário (PCA) e o Paradigma da Questão Agrária (PQA). Para o primeiro, o modelo de desenvolvimento do campo compartilhado pelos pesquisadores depende do sistema capitalista e deve correr paralelamente às estruturas de mercado e controle do Estado. No segundo, a perspectiva está na transformação da sociedade, no enfrentamento e na superação do capitalismo, sendo a luta camponesa pela terra uma luta contra o capital.


Palavras-chave


Território; Paradigma; Geografia Agrária; Pensamento geográfico; Grupos de pesquisa

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.

 

INDEXAÇÕES E BASES BIBLIOGRÁFICAS 
 
          

 Resultado de imagem para gale a cengage company          

 

Resultado de imagem para redibResultado de imagem para DOAJ logo

                         

ExLibris header image




IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada