CONFIGURAÇÃO ESPACIAL DO DESFLORESTAMENTO EM FRONTEIRA AGRÍCOLA NA AMAZÔNIA: UM ESTUDO DE CASO NA REGIÃO DE SÃO FÉLIX DO XINGU, ESTADO DO PARÁ (Spatial configuration of deforestation in agricultural frontier: A case study in region of São Félix ...)

Magno Roberto Alves Macedo, Laura Angélica Ferreira Darnet, Marcelo Cordeiro Thalês, René Poccard-Chapuis

Resumo


Nas fronteiras agrícolas da Amazônia brasileira, a ausência do ordenamento territorial dificulta a apropriação sustentável dos recursos naturais. Usando informações de campo de diferentes instituições sobre a fronteira agrícola de São Félix do Xingu, no Estado do Pará, este estudo visou automatizar, por meio de geotecnologia, a identificação e o monitoramento da dinâmica de desflorestamento naquela região, onde os recursos técnicos, informacionais e operacionais são escassos, o que dificulta a realização de pesquisas para subsidiar políticas de desenvolvimento. Os resultados mostraram que a compreensão da configuração espacial relacionada a grupos de atores com diferentes níveis socioeconômicos contribui para uma melhor concepção de políticas públicas que, quando direcionadas ao comportamento de cada categoria, contribuem significativamente com ações de contenção do desflorestamento e com os planos de desenvolvimento sustentável em regiões de fronteira agrícola.


Palavras-chave


desflorestamento, geotecnologia, configuração espacial, monitoramento, fronteira.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.

 

INDEXAÇÕES E BASES BIBLIOGRÁFICAS 
 
          

 Resultado de imagem para gale a cengage company          

 

Resultado de imagem para redibResultado de imagem para DOAJ logo

                         

ExLibris header image




IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada