CRÍTICA À PLURIATIVIDADE E SUAS RELAÇÕES COM O CAMPESINATO E A REFORMA AGRÁRIA

Antonio Maciel Botelho Machado, Helvio Debli Casalinho

Resumo


Este artigo trata de uma reflexão sobre a pluriatividade como fenômeno do capitalismo contemporâneo, que traz implicações negativas para o camponês brasileiro e para um processo massivo de reforma agrária. Dessa forma, irá contrapor conceitos que navegam em direções contrárias: o de agricultura camponesa e reforma agrária com o de agricultura familiar e pluriatividade.

Palavras-chave


Agricultura familiar; trabalhador rural “sem-terra”; relações de trabalho rural; desenvolvimento rural; ruralidade.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.

 

INDEXAÇÕES E BASES BIBLIOGRÁFICAS 
 
          

 Resultado de imagem para gale a cengage company          

 

Resultado de imagem para redibResultado de imagem para DOAJ logo

                         

ExLibris header image




IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada