A PRODUÇÃO DO ESPAÇO URBANO EM MARÍLIA-SP: UMA ANÁLISE DO CONSUMO A PARTIR DO CARTÃO “MINHA CASA MELHOR”

Klesia Moura

Resumo


Este trabalho tem como objetivo analisar as formas de interações espaciais a partir do consumo de móveis e eletrodomésticos através da utilização do cartão “Minha Casa Melhor” na cidade de Marília-SP. Propomos avaliar o papel que a oferta de crédito aos contemplados do Programa “Minha Casa, Minha Vida” influenciou na (re)configuração da cidade, influenciados pelas grandes e pequenas lojas atuantes. O trabalho se fundamenta, principalmente, em autores que propõem as interações espaciais enquanto perspectiva analítica de compreensão do papel das cidades médias no contexto regional, nacional e internacional. Para tanto, utilizamos dados referentes aos que a cidade disponibiliza, atentando-se a sua especificidade. Por meio desses dados, foram elaborados tabelas e mapas a fim de identificar e explicar a importância que a oferta de crédito possui para os contemplados do MCMV, juntamente com a atuação das lojas de móveis e eletrodomésticos. Analisaremos a relação entre o consumo e a política habitacional constatada em Marília, de que forma estão interligadas. Constatamos com este estudo diferenças significativas no consumo e a importância que este possui na definição das funções e dos papéis de uma cidade média como Marília/SP.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais

 ISSN: 1984-1647

E-mail para contato: revistageoatos@gmail.com

   Indexadores: (Em breve)