A ANÁLISE DA SUBJETIVIDADE EM GEOGRAFIA DA SAÚDE: ABORDAGEM QUALITATIVA DE SOROPOSITIVOS EM HIV EM PRESIDENTE PRUDENTE – SP

Mateus Fachin Pedroso

Resumo


Explorando o universo dos seres humanos, diversas disciplinas das ciências humanas têm desenvolvido recursos teóricos e metodológicos de compreensão da realidade, tais como a sociologia, a antropologia, psicologia e a geografia. Partindo deste pressuposto, trazemos para debate as peculiaridades da abordagem geográfica da subjetividade, considerando a interlocução da Geografia da saúde com outras áreas das ciências humanas. Assim, podemos compreender a importância e a diferença do uso da subjetividade enquanto ferramenta de análise nas diferentes ciências abordadas anteriormente por este trabalho. Tomando isso como ponto de partida, o intuito principal deste trabalho é tratar sobre a análise da subjetividade em Geografia, especificamente tendo como recorte o HIV/AIDS na camada jovem de Presidente Prudente – SP. Assim, pretendemos compreender a realidade e a produção do espaço vivenciado por estes jovens, sendo este um dos objetivos da pesquisa intitulada “Situações de vulnerabilidade e contexto geográfico: o recrudescimento do HIV/AIDS na camada jovem de Presidente Prudente – SP”, projeto de iniciação científica com apoio da FAPESP.


Texto completo:

PDF


Direitos autorais

 ISSN: 1984-1647

E-mail para contato: geoatos.editorial@gmail.com

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.

  

INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS

       BASE LogoResultado de imagem para PERIÓDICOS CAPESResultado de imagem para sumarios.orgResultado de imagem para redib

 
 
Resultado de imagem para DRJI                                                    Resultado de imagem para MIAR INDEXADORResultado de imagem para latindexResultado de imagem para google scholar Resultado de imagem para J4F INDEXADOR