ANÁLISE DO SÍTIO ARQUEOLÓGICO LAGOA SÃO PAULO – 02: Um breve ensaio de uma pesquisa geoarqueológica

Jean Ítalo de Araújo Cabrera, Ruth Künzli

Resumo


O Sítio Arqueológico1 Lagoa São Paulo – 02 (LS 2) está localizado no município de Presidente Epitácio – SP na margem esquerda do Rio Paraná. Nele foram resgatadas, além de urnas, peças líticas lascadas e polidas, artefatos e fragmentos cerâmicos, material malacológico e ósseo, além de restos de fogueira e de alimentação. De posse desses materiais foi feita uma triagem no Centro de Museologia, Antropologia e Arqueologia (CEMAARQ) tendo sido limpos, cadastrados e devidamente embalados. O passo seguinte foi a análise do material resgatado de uma amostragem de aproximadamente 1000 peças entre fragmentos líticos e cerâmicos. Em função da construção da Usina Hidrelétrica Eng° Sergio Motta, o sítio Lagoa São Paulo – 02 fez parte do “Projeto de Salvamento Arqueológico de Porto Primavera – SP”, financiado pela Companhia Energética de São Paulo (CESP), e estão sendo avaliados também os impactos ambientais causados pela formação do lago de Porto Primavera, em função do fechamento das comportas da barragem, tanto sobre o sítio em si quanto nos seus arredores. Até o presente momento já pode ser constatado que o material cerâmico encontrado apresenta forte influência de traços da cultura Guarani, e que provavelmente era confeccionado por populações lavradoras seminômades, que teriam habitado o local por 4 ou 5 anos, talvez sucessivamente, construindo cabanas e formando aldeias. Quanto ao material lítico, elaborado por populações coletoras e caçadoras, provavelmente pertençam à tradição Umbu.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.33081/formacao.v1i15.739

Revista Formação (Online). ISSN: 1517-543X. E-ISSN: 2178-7298

 

 

INDEXAÇÕES E BASES BIBLIOGRÁFICAS

                         

Imagem relacionada

Apoio