DOS MUNDOS PASSADOS E SUAS GEOGRAFIAS AOS HORIZONTES CONTEMPORÂNEOS:

María Laura Silveira

Resumo


Este ensaio percorre, grosso modo e longe de pretensões exaustivas, alguns dos debates centrais da Geografia, buscando compreender os esforços por elaborar um objeto e um corpus em diversos momentos da história. Nestes, as novas realidades do mundo e os debates filosóficos são considerados elementos explicativos importantes. Após a apresentação de algumas premissas sobre a noção de espaço geográfico, partimos para a discussão de quatro grandes momentos: a) a ciência moderna, quando o saber logoteórico é substituído pelo científico-matemático e o discurso geográfico já ganha uma primeira divisão entre geografia geral e geografia especial; b) a nova expansão dos horizontes conhecidos para o mundo europeu, o desenvolvimento dos inventários e a utilidade da geografia como ciência de Estado; c) o período da industrialização e do marcante imperialismo europeu e os grandes debates da geografia moderna na virada do século XIX para o século XX; d) as novas teorias para o complexo mundo do século XX, como geografia cultural, corologia, ecologia humana, geografia social, ciência regional e as geografias de pós-guerra. Finalmente, propomos alguns elementos para um debate contemporâneo num período em que o planeta se tornou uno e complexo, autorizando tanto uma geografia com vocação para as coisas específicas quanto uma geografia ainda preocupada com a idéia de totalidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.33081/formacao.v1i15.732

Revista Formação (Online). ISSN: 1517-543X. E-ISSN: 2178-7298

 

 

INDEXAÇÕES E BASES BIBLIOGRÁFICAS

                         

Imagem relacionada

Apoio