GEOMORFOLOGIA E MEIO AMBIENTE: O ESTUDO DA APROPRIAÇÃO DO RELEVO PARA O DESENVOLVIMENTO AMBIENTAL DO MEIO RURAL E O PROGRAMA ESTADUAL DE MICROBACIAS HIDROGRÁFICAS EM SÃO PAULO

Adriana Olivia Sposito Alves Oliveira, Carlos de Castro Neves Neto

Resumo


Busca-se neste ensaio, analisar as inter-relações do conhecimento geomorfológico no meio rural, com o objetivo de dar suporte para o desenvolvimento ambiental agrário. A importância do estudo sobre o relevo vem ganhando grande notoriedade para o meio rural, devido sua importância para o planejamento ambiental, especialmente no que se refere a conservação dos recursos hídricos e do solo. Diante disso, o estudo da apropriação do relevo pode ser realizado por meio da unidade territorial de planejamento da bacia hidrográfica. A grande vantagem de se trabalhar com este recorte físico é a capacidade de aglutinar as relações da sociedade-natureza, aliada a sustentabilidade do meio rural. Para este estudo, são apontados alguns indicadores de risco de uso e ocupação do relevo, tais como: rede de drenagem,  fundos de vale, declividade e áreas de cabeceira. A partir destes indicadores são apontadas algumas ações realizadas pelo Programa de Microbacias do Estado de São Paulo, na região do Pontal do Paranapanema. Esta área apresenta-se como uma região intensamente degradada pelo ciclo de culturas impactantes, aliada a paisagem rural mais predominante, o pastoreio extensivo, juntamente com os entraves promovidos pelo imaginário rural conservador, que impede a aplicação de medidas de recuperação e preservação ambiental.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.33081/formação.v2i15.669

Revista Formação (Online). ISSN: 1517-543X. E-ISSN: 2178-7298

 

 

INDEXAÇÕES E BASES BIBLIOGRÁFICAS

                         

Imagem relacionada

Apoio