PLANEJAMENTO DA PAISAGEM E INDICADORES AMBIENTAIS NA CIDADE DE JALES-SP.

José Carlos UGEDA JUNIOR, Margarete Cristiane de Costa Trindade AMORIM

Resumo


A partir da década de 1960, ocorreram alterações nas relações de trabalho no campo e na cidade, que tiveram como conseqüências o êxodo rural e o crescimento das cidades brasileiras. O crescimento urbano e a ampliação das cidades deveriam ser sempre acompanhados do crescimento de toda a infra-estrutura urbana, de modo a proporcionar aos habitantes uma mínima condição de vida. Entretanto, a realidade do processo de urbanização é bem diferente do ideal. Na maioria dos casos ele ocorre a partir de um planejamento inadequado, que gera impactos, tanto ambientais, como sociais. Tais impactos podem ser evitados ou ao menos minimizados mediante ao processo eficaz de planejamento. Nesse sentido o presente artigo tem o objetivo de analisar e mapear os indicadores ambientais utilizados para diagnosticar a qualidade ambiental urbana em Jales/SP, com a finalidade de oferecer subsídios aos órgãos municipais de planejamento. Tal diagnóstico permitiu concluir que a cidade apresenta alguns problemas ambientais que se encontram em fase inicial. Todavia não é adequado que a cidade cresça sem que se tenha solucionado os problemas identificados, pois esses poderão se intensificar e as futuras soluções necessitarão de técnicas mais complexas e onerosas.


Texto completo:

pdf


DOI: https://doi.org/10.33081/formação.v2i14.648

Revista Formação (Online). ISSN: 1517-543X. E-ISSN: 2178-7298

 

 

INDEXAÇÕES E BASES BIBLIOGRÁFICAS

                         

Imagem relacionada

Apoio