ELIMINAÇÃO DE “BARREIRAS”: Produção de fluidez e circulação no Brasil

Roberto França Da Silva Junior

Resumo


Quando se fala em “Custo Brasil”, logo vem à tona a imagem do transporte rodoviário, que é considerado dispendioso. Diante disto, elaboram-se os “clássicos” estudos comparativos entre os modais de transporte, demonstrando que da composição total, a maior parte do transporte de mercadorias no Brasil se realiza no sistema rodoviário. Assim sendo, é comum lermos e ouvirmos diversas afirmações descabidas e superficiais, que não passam do nível do senso comum, como se esses números fossem as únicas representações da realidade do  ransporte de mercadorias no Brasil, desconsiderando a formação territorial brasileira. Este artigo visa contribuir para uma leitura geográfica da circulação, discutindo a formação do espaço da circulação no Brasil, procurando ir além das constatações meramente econômicas e geopolíticas.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.33081/formação.v2i13.621

Revista Formação (Online). ISSN: 1517-543X. E-ISSN: 2178-7298

 

 

INDEXAÇÕES E BASES BIBLIOGRÁFICAS

                         

Imagem relacionada

Apoio