DECIFRANDO AS ÁREAS VERDES PÚBLICAS

Sandra Medina Benini, Encarnita Salas Martin

Resumo


O presente artigo tem como objetivo propor uma aproximação conceitual das áreas verdes desde os enfoques utilizados na literatura e na legislação urbana e ambiental, como subsídio à implantação de áreas verdes públicas no espaço urbano. Como procedimento metodológico adotou-se uma pesquisa qualitativa sobre a temática das áreas verdes públicas, que consistiu no exame da literatura pertinente de trabalhos científicos (livros, teses, dissertações, artigos, etc.) e da legislação urbanística. Como resultado, a pesquisa contribui com a propositura de um conceito de áreas verdes públicas – é todo espaço livre (área verde / lazer) que foi afetado como de uso comum e que apresente algum tipo de vegetação (espontânea ou plantada), que possa contribuir em termos ambientais (fotossíntese, evapotranspiração, sombreamento, permeabilidade, conservação da biodiversidade e mitigue os efeitos da poluição sonora e atmosférica) e que também seja utilizado com objetivos sociais, ecológicos, científicos ou culturais – permitindo realizar uma leitura real do que vêm a ser uma área verde pública no espaço urbano.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.33081/formacao.v2i17.455

Revista Formação (Online). ISSN: 1517-543X. E-ISSN: 2178-7298

 

 

INDEXAÇÕES E BASES BIBLIOGRÁFICAS

                         

Imagem relacionada

Apoio