CARACTERIZAÇÃO GEOMORFOLÓGICA E DE INTERVENÇÕES URBANAS NA BACIA DO RIO IMBOAÇU (SÃO GONÇALO, RJ): CONTRIBUIÇÃO AO ESTUDO DE INUNDAÇÕES

Carolina Ramos Menezes, Carla Maciel Salgado

Resumo


A bacia do rio Imboaçu, inserida no município de São Gonçalo (Leste Metropolitano do Rio de Janeiro), se encontra descaracterizada devido à intensa ocupação urbana, tanto nas planícies como nas encostas, registrando também muitas ocorrências de inundações. O presente trabalho tem como objetivo analisar características geomorfológicas da referida bacia hidrográfica e as transformações em sua rede de drenagem derivadas da urbanização. Para tanto, foram comparadas as redes hidrográficas de bases cartográficas de períodos distintos (1974 e 1994), além do mapeamento da drenagem considerando a extensão dos canais até as cabeceiras de drenagem, sendo calculada a densidade de drenagem para cada situação. Foram produzidos e analisados mapas hipsométrico e de declividade da bacia. A densidade da urbanização foi visualizada por meio da imagem do satélite QuickBird (2007). Os resultados apontam que a bacia possui predomínio de relevo suave, pontuado por locais com elevada declividade. Considerando a extensão dos rios até as cabeceiras de drenagem, a bacia apresenta alta densidade de drenagem, que proporciona o aumento da vazão no canal principal rapidamente durante a precipitação. A ocupação urbana avança pelas encostas, alterando as linhas de drenagem, inclusive extinguindo canais de primeira ordem, certamente contribuindo para intensificar a ocorrência de inundações.


Texto completo:

PDF


Revista Formação (Online). ISSN: 1517-543X. E-ISSN: 2178-7298

INDEXAÇÕES E BASES BIBLIOGRÁFICAS









Apoio