A ABORDAGEM FENOMENOLÓGICA EM GEOGRAFIA PARA O ESTUDO DA VULNERABILIDADE DO LUGAR

Henrique Fernandes Moreira Neto

Resumo


A Ciência Geográfica se desenvolveu ao longo do século XX a partir das abordagens quantitativas. Não mais correspondendo às configurações do mundo contemporâneo em seus espaços, paisagens, territórios, regiões e sobretudo lugares, essas abordagens foram trabalhadas para que o mundo contemporâneo fosse melhor compreendido, na busca da construção de um conhecimento geográfico que cumprisse com um dos seus objetivos: compreender a relação do homem com seu meio. A fenomenologia enquanto abordagem e direcionamento teórico-metodológico é um dos produtos dessa transformação nos estudos geográficos. A partir dessa confluência entre Geografia e Fenomenologia é possível realizar os estudos dos lugares partindo da experiência vivida das pessoas e suas maneiras de mitigar os riscos e perigos aos quais são expostas cotidianamente. Quando se olha o processo do risco sobre o prisma da insegurança, manifestam-se habilidades e fraquezas das pessoas e sistemas de passarem pela experiência do perigo e a isso é chamado o estudo da vulnerabilidade. No âmbito das mudanças climáticas, estudar vulnerabilidade mostra o caminho que devemos seguir num estudo geográfico fenomenologicamente orientado, que deve ser explorado para a compreensão do mundo contemporâneo.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.33081/formação.v2i23.4025

Revista Formação (Online). ISSN: 1517-543X. E-ISSN: 2178-7298

 

 

INDEXAÇÕES E BASES BIBLIOGRÁFICAS

                         

Imagem relacionada

Apoio