DETERMINAÇÃO DO GRAU DE RISCO À ENCHENTE NA BACIA DO CÓRREGO MORUMBI, MUNICÍPIO DE PIRACICABA-SP

Camila Pontin Novaes, Marisa Cristina Perusi

Resumo


O fenômeno da enchente se concentra de forma expressiva nas áreas urbanas, onde o processo de urbanização possui papel fundamental por estar diretamente relacionado à poluição dos corpos hídricos, dizimação parcial e mesmo total da vegetação, em especial a ciliar, apesar da legislação vigente, intensa impermeabilização do solo, entre outros, que provocam impactos negativos sobre o meio ambiente. Dessa forma, este trabalho teve por objetivo principal determinar o grau de risco ambiental relacionado às enchentes na bacia do Córrego Morumbi, localizada na cidade de Piracicaba/SP, onde anualmente ocorrem enchentes que acometem a população, como no caso do Rio Piracicaba e Ribeirão Piracicamirim, historicamente registradas. Para tanto, foi utilizada a metodologia proposta por Oliveira e Robaina (2004), que considera três variáveis: suscetibilidade natural; padrão urbano da área; registro de acidentes (eventos), que quando cruzadas levam à determinação do grau de risco. O Grau de risco resultou na determinação dos Graus de Risco III - Moderado, no qual a área apresenta-se com suscetibilidade natural e está ocupada com moradias de Alto Padrão Urbano com registro de ocorrências e do Risco IV – Baixo, quando a área ocupada com Alto Padrão apresenta suscetibilidade natural e não tem registro de ocorrência de eventos. 


Texto completo:

PDF


Revista Formação (Online). ISSN: 2178-7298. ISSN-L: 1517-543X