CONSUMO E CIDADE NA ERA DA “SOCIEDADE DOS CONSUMIDORES”

Edna Maria Jucá Couto Amorin

Resumo


O artigo propõe uma reflexão acerca do consumo a partir de uma perspectiva crítica que articula o consumo na cidade, por meio do shopping center, e o consumo da cidade, considerando a produção do espaço como estratégia do capital. Com base nestas duas escalas de análise, foi possível identificar as diversas expressões que o consumo assume numa “sociedade de consumidores” fundamentada no valor de troca das mercadorias, na qual o espaço é apropriado, produzido e consumido pelo modo capitalista de produção em sua necessidade de geração de um valor excedente. Além disso, o caráter simbólico e quimérico do consumo é discutido com base nas mudanças na atividade comercial e na legitimação do consumo como momento autônomo em relação à produção, o que possibilitou a ascensão de ideais pós-modernistas, mas que na realidade, mascara uma sociedade desigual, ideológica e um espaço cada vez mais fragmentado. Portanto, analisar a cidade e o consumo conjuntamente é fundamental para a compreensão do movimento atual da sociedade e dos novos padrões do processo produtivo, sendo uma discussão importante aos estudos relativos à produção e ao consumo no/do espaço urbano. 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.33081/formacao.v2i20.2302

Revista Formação (Online). ISSN: 1517-543X. E-ISSN: 2178-7298

 

 

INDEXAÇÕES E BASES BIBLIOGRÁFICAS

                         

Imagem relacionada

Apoio