PRODUÇÃO HABITACIONAL E O NOVO MAPA DAS DESIGUALDADES SOCIOESPACIAIS EM CIDADES MÉDIAS A PARTIR DO PROGRAMA MCMV: LONDRINA E RIBEIRÃO PRETO

Marlon Altavini de Abreu, Victor Chirillo de Oliveira Stoian

Resumo


Os objetivos do presente trabalho são de analisar a trajetória recente da produção habitacional nas cidades de Ribeirão Preto/SP e Londrina/PR, enfatizando as articulações entre os empreendimentos imobiliários destinados aos segmentos de baixa e média renda, sobretudo aqueles construídos por meio do programa Minha Casa Minha Vida e o quadro de precariedades habitacionais existentes nas cidades estudadas. Estes objetivos visam explicitar as conexões existentes entre as unidades habitacionais produzidas, a recente dinamização do mercado privado da habitação e o quadro de precariedades habitacionais que demarca as lógicas de produção do espaço urbano no Brasil. Deste modo, estabelece uma análise capaz de alinhar uma dimensão geral que situa a expansão do circuito imobiliário no Brasil ao modo particular como a ampliação do mercado privado da habitação realiza-se sob a contraditória condição posta por um modelo único de provisão habitacional, pautado na oferta massiva de moradia.


Palavras-chave


Cidades Médias, Produção Habitacional, Programa Minha Casa Minha Vida, Ribeirão Preto, Londrina.

Texto completo:

PDF


Caderno Prudentino de Geografia - ISSN: 2176-5774

 

Associação dos Geógrafos Brasileiros - Seção Local Presidente Prudente/SP

Rua Roberto Simonsen, 305, Centro Educacional, CEP: 19.060-900, Presidente Prudente, São Paulo.