QUESTÃO LOCACIONAL E TEORIAS DE LOCALIZAÇÃO: CONTEXTUALIZAÇÃO E ANÁLISE DE SUA VALIDADE NO PERÍODO CONTEMPORÂNEO

Flaviane Ramos dos Santos

Resumo


O interesse pelo estudo dos modelos locacionais e a discussão de sua relevância para compreensão e análise da problemática da localização das atividades econômicas coloca-se como fundamental para entendimento do processo pelo qual os investimentos são direcionados no espaço geográfico e quais os fatores condicionantes dessa decisão. Tendo em vista as limitações que apresentam, estes modelos devem ser analisados a partir de uma perspectiva crítica. Deste modo, o presente artigo teve como objetivo analisar e questionar a capacidade e a validade dos modelos locacionais na análise da realidade da distribuição espacial das empresas no período contemporâneo, ou seja, até que ponto esses modelos servem para explicar a realidade em geral e, mais especificamente, do comércio varejista diante do progresso técnico e científico, bem como do fortalecimento das relações e maior fluidez entre as cidades e quais os novos fatores locacionais que se colocam hoje como fundamentais. Para tanto, consideramos importante situar os modelos locacionais no respectivo contexto histórico e geográfico em que foram pensados e elaborados, tendo em vista que suas influências sobre o raciocínio dos autores são, de certa forma, bastante significativas.


Palavras-chave


Geografia; Enfoque locacional; Teorias de localização; Teoria das Localidades Centrais

Texto completo:

PDF


Caderno Prudentino de Geografia - ISSN: 2176-5774

 

Associação dos Geógrafos Brasileiros - Seção Local Presidente Prudente/SP

Rua Roberto Simonsen, 305, Centro Educacional, CEP: 19.060-900, Presidente Prudente, São Paulo.