Climatologia: uma abordagem em sala de aula

Paulo Roberto Fitz, Liandro Roberto Camargo

Resumo


O ensino de Geografia vem experimentando metodologias alternativas a fim de torná-lo mais atraente aos alunos. O desafio do licenciado, por vezes limitado pelas dificuldades estruturais das escolas e pela própria resistência dos alunos, reside na busca de interagir com o educando dentro de sua realidade cotidiana. Este artigo apresenta uma maneira de abordar assuntos como climatologia em sala de aula com o uso de planilhas eletrônicas. O trabalho foi desenvolvido no laboratório de informática da Escola Estadual de Ensino Médio Fernando Ferrari, de Campo Bom, RS a partir de dados climatológicos deste município, referentes ao período compreendido entre os anos de 1985 e 2010. Os dados foram manipulados pelos alunos a fim de comparar os resultados obtidos com dados divulgados em trabalhos científicos e pela mídia em geral. Paralelamente, os estudantes foram incentivados a buscar opiniões junto a antigos e jovens moradores do município sobre questões relacionadas. Ao final dos trabalhos, percebeu-se a empolgação da quase totalidade dos alunos a partir do engajamento e das respostas dos mesmos frente aos desafios propostos. Os estudantes também puderam compreender a complexidade dos fenômenos climáticos, suas relações com a Geografia e sua importância na vida cotidiana. Certamente estes alunos passarão a encarar as aulas de Geografia de maneira bastante diferente.

Palavras-chave


ensino de Geografia; metodologia de ensino; climatologia em sala de aula.

Texto completo:

PDF


Caderno Prudentino de Geografia - ISSN: 2176-5774

 

Associação dos Geógrafos Brasileiros - Seção Local Presidente Prudente/SP

Rua Roberto Simonsen, 305, Centro Educacional, CEP: 19.060-900, Presidente Prudente, São Paulo.