INSTITUINDO SIGNIFICADOS DE “TRABALHO DOCENTE” POR MEIO DE DISSOCIAÇÃO DE NOÇÕES

Tarso Bonilha Mazzotti

Resumo


Como em qualquer definição a de “trabalho docente” decorre de alguma comparação. Compara-se o trabalho docente com alguma das profissões liberais determinando o que falta para que venha a ser como estas. Se “trabalho docente” for considerado um emprego, se o compara com outros em instituições similares ou, ainda, com os postos trabalho em geral, pondo em cena a noção de não autonomia ou de autonomia restrita. Esta comparação também pode conduzir à caracterização de trabalho objetivado em oposição ao subjetivo, dentre outras. O objetivo deste artigo é expor algumas dessas comparações para esboçar uma revisão conceitual que pode originar argumentos mais pertinentes a respeito do trabalho docente. O que foi realizado por uma análise do corpus discursivo do debate contemporâneo acerca de “trabalho docente”, do qual foram extraídas as principais comparações e argumentos. Não apresento uma revisão dos trabalhos e autorias por não se tratar de uma hermenêutica. Nossa análise explicita o uso da técnica argumentativa dissociação de noções que estabelece a divisão de uma noção usual em dois termos, em que o segundo é apresentado como o pleno de qualidades e o primeiro como o que não as possui, estabelecendo uma hierarquia entre seus significados.


Palavras-chave


Trabalho docente; significados de trabalho docente; dissociação de noções

Texto completo:

ARTIGO


DOI: https://doi.org/10.14572/nuances.v17i18.765


Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Departamento de Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia/Unesp - Presidente Prudente.

Retornar ao portal de revistas
Menor Menor Médio Médio Maior Maior
Facebook Facebook Revista Nuances
Email nuances.fct@gmail.com