O Mundo Da Escrita E Sua Conceção Sócio-Histórica

Sônia Maria Coelho Móre

Resumo


Este artigo trata dos processos mentais superiores descobertos por Vygotsky e colaboradores, evidenciando a superioridade dos atos humanos no reino animal. Destaca a compreensão da linguagem falada, inicialmente tida como elo mediador entre a fala e a escrita e como a fala desaparece no momento em que a criança assume a escrita como um processo discursivo. Assim, na presença do outro, ela sente a necessidade de produzir uma escrita compreensível a todos, o que ocorre por meio do processo da internalização, no qual a atividade mediada se transforma em intrapsicológica originando a atividade voluntária. Aponta os motivos que levam uma criança a escrever e analisa a evolução desse processo, passando do rabisco ao desenho ate a escrita, numa situação eminentemente histórico-social. O professor e delineado como "tutor' indispensável no processo de educação escolar, atuando na chamada “zona de desenvolvimento próximo”.


Palavras-chave


Alfabetização (conceitos); Processes Mentais Superiores; Psicologia Histórico-Social; Processo de lnternalização; Aquisição da Escrita.

Texto completo:

Artigo


DOI: https://doi.org/10.14572/nuances.v4i4.76


Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Departamento de Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia/Unesp - Presidente Prudente.

Retornar ao portal de revistas
Menor Menor Médio Médio Maior Maior
Facebook Facebook Revista Nuances
Email nuances.fct@gmail.com