A DIALÉTICA DO SINGULAR-UNIVERSAL-PARTICULAR E O MÉTODO DA PEDAGOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA

Tiago Nicola Lavoura

Resumo


O artigo possui como objetivo explicitar os nexos e relações contidas entre a dialética do singular, do universal e do particular na teoria social de Karl Marx e as elaborações teórico-metodológicas da pedagogia histórico-crítica, com destaque para o seu conceito de educação como mediação e o seu método pedagógico. A intenção é a de colaborar para a construção coletiva da sistematização dos elementos didáticos da pedagogia histórico-crítica, ao tempo em que almeja contribuir para a superação de uma generalizada formalização esquemática que se expressa em passos lineares e mecânicos sequencialmente sistematizados a partir da lógica formal do pensamento, culminando em um nocivo reducionismo do desafio de se pensar uma didática da pedagogia histórico-crítica à sua procedimentalização, ou seja, à adoção de regras formais mistificadoras do tipo “receita universal”, bastando o domínio de certos procedimentos didáticos os quais podem ser manejados e manipulados na prática pedagógica mesmo que o professor não tenha pleno conhecimento dos fundamentos teóricos do método dialético e da própria teoria pedagógica histórico-crítico que se busca adotar e desenvolver.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.32930/nuances.v29i2.6044


Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Departamento de Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia/Unesp - Presidente Prudente.

Retornar ao portal de revistas
Menor Menor Médio Médio Maior Maior
Facebook Facebook Revista Nuances
Email nuances.fct@gmail.com