ESTÉTICA HETERONORMATIVA NAS AULAS DE ARTE: SUPERAÇÃO COM ABORDAGEM EM PSICOLOGIA SOCIAL

Danielle Twerznik Camargo, Antonio Francisco Marques

Resumo


Observando a heteronormatividade no comportamento de educandos nas aulas de Arte em uma escola pública do interior de São Paulo a educadora e pesquisadora propôs analisar tais concepções e suas consequências de segregação no ambiente escolar. Assim, o objetivo geral foi construir reflexão para superar o preconceito que advém dessas práticas, construindo Grupos Operativos com abordagem da Psicologia Social. Como objetivo específico, propôs-se a aplicação de uma Sequência Didática e a socialização dos procedimentos em um site. Concluiu-se que os educandos obtiveram posturas mais tolerantes após os trabalhos, mas a coleta de dados denotou a necessidade de repensar as práticas heteronormativa que se perpetuam na escola.


Palavras-chave


Heteronormatividade; Arte; Psicologia Social;

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.32930/nuances.v29i1.5761


Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Departamento de Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia/Unesp - Presidente Prudente.

Retornar ao portal de revistas
Menor Menor Médio Médio Maior Maior
Facebook Facebook Revista Nuances
Email nuances.fct@gmail.com