DA DEFESA DA TESE À POSSE: A INSERÇÃO DE RECÉM-DOUTORES COMO DOCENTES EM UNIVERSIDADES FEDERAIS

Cláudia Starling Bosco, Edmilson Minoru Torisu, Ana Carolina Araújo da Silva

Resumo


Este artigo problematiza o processo de inserção de recém-doutores na carreira docente em instituições federais brasileiras. Discute a trajetória acadêmico-profissional vivenciada por cinco professores que atuam em diferentes cursos de licenciatura. Os sujeitos são egressos de um programa de pós-graduação de uma universidade federal. A investigação, de natureza qualitativa, teve como principal instrumento de coleta de dados (auto)biografias escritas. Constata-se que os docentes reconhecem que a inserção no magistério superior em universidades federais é um objetivo difícil de ser alcançado, que necessita de planejamento e disponibilidade de tempo, mas ao mesmo tempo, reflete processos de socialização com seus pares diante das angústias e incertezas vivenciadas nos âmbitos pessoal, familiar, econômico, acadêmico e profissional. Torna-se fundamental discutir as condições que são oferecidas pelas universidades aos doutorandos, bem como as condições para o processo de inserção de recém-doutores no magistério superior.

Palavras-chave


(auto)biografia; Formação docente; Ensino Superior.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.32930/nuances.v29i1.5545


Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Departamento de Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia/Unesp - Presidente Prudente.

Retornar ao portal de revistas
Menor Menor Médio Médio Maior Maior
Facebook Facebook Revista Nuances
Email nuances.fct@gmail.com