O CURRÍCULO PARA A PRIMEIRA INFÂNCIA E IDENTIDADE RACIAL DA CRIANÇA E NEGRA

Tarcia Regina Silva, Adelaide Alves Dias, Ana Luisa Nogueira de Amorim

Resumo


A cor para as crianças e negras tem se constituído em um elemento de exclusão, desde a creche. As pesquisas nos permitem inferir que ainda são poucas escolas que oportunizam práticas pedagógicas que ofertam elementos para que as crianças e negras construam positivamente a sua identidade, tendo orgulho do seu pertencimento racial. Mas, as poucas propostas pedagógicas e intervenções dos pesquisadores que têm assumido esse papel desestabilizando a colonialidade do saber têm fortalecido as formas de as crianças vivenciarem a questão racial. Nesse sentido, esse artigo tem como objetivo apontar alguns caminhos que podem favorecer a construção da identidade das crianças e negras no ambiente da creche.  Elucidamos que o termo raça, nessa pesquisa, é compreendido como uma construção social, política e cultural fruto de relações sociais desiguais de poder. Dessa maneira, partimos do princípio que as propostas educacionais precisam trazer para a sua centralidade a diferença possibilitando que as crianças desde a mais tenra idade possam respeitá-las bem como, celebrá-las. Logo, o/a educador/a tem um papel fundamental nesse processo, entretanto também destacamos que essa é uma questão que precisa ser assumida pelas escolas e redes municipais de educação, possibilitando desde a primeira infância que as crianças e negras possam construir positivamente a sua identidade.

Palavras-chave


Primeira infância; Identidade racial; Currículo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.32930/nuances.v29i2.5157


Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Departamento de Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia/Unesp - Presidente Prudente.

Retornar ao portal de revistas
Menor Menor Médio Médio Maior Maior
Facebook Facebook Revista Nuances
Email nuances.fct@gmail.com