DESENVOLVIMENTO HUMANO E JOGO DE PAPÉIS SOCIAIS: UMA LEITURA À LUZ DA TEORIA HISTÓRICO-CULTURAL

Rodrigo Lima Nunes, Irieneu Aliprando Tuim Viotto Filho

Resumo


Este trabalho tem por objetivo inserir-se no debate acerca do desenvolvimento humano e do jogo de papéis sociais, buscando trazer contribuições, a partir de uma leitura da Teoria Histórico-Cultural, à educação infantil. Aborda-se que o processo de humanização dos indivíduos se dá a partir da apropriação e objetivação da cultura historicamente produzida, sob a orientação de determinadas atividades, dentre elas a atividade principal do jogo no período da infância. Nesse caminho, a partir dos escritos de Elkonin, Leontiev e Vigotski, discuti-se quais são as características históricas fundamentais de tal atividade, seus fundamentos centrais e quais são as importantes transformações psíquicas que opera. Conclui-se que esta atividade é fundamental para o desenvolvimento das crianças que se encontram em idade pré-escolar, sendo assim, há que serem superadas visões naturalistas e espontaneistas que, muitas vezes, orientam a realização desta atividade na escola de educação infantil.

Palavras-chave


Desenvolvimento Humano; Jogo de papéis sociais; Apropriação e Objetivação; Atividade principal

Texto completo:

ARTIGO


DOI: https://doi.org/10.14572/nuances.v27i2.3776


Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Departamento de Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia/Unesp - Presidente Prudente.

Retornar ao portal de revistas
Menor Menor Médio Médio Maior Maior
Facebook Facebook Revista Nuances
Email nuances.fct@gmail.com