POLÍTICA EDUCACIONAL, SAÚDE E RESPEITO À DIVERSIDADE SEXUAL

Cleide de Oliveira Fernandes, Maria Luísa Pedroso de Lima Brusse, Alessandra Correa Cabrera, Ulisses Ferreira de Araújo

Resumo


A escola é o espaço de convivência heterogênea, com possibilidades de reflexão sobre os estereótipos de gênero e sexualidade. O objetivo desse estudo foi investigar se a instituição escolar desenvolve projetos relacionados à diversidade. Participaram 12 docentes da rede de ensino pública e privada do Estado de São Paulo. A metodologia da pesquisa foi qualitativa e quantitativa, por meio de um questionário distribuído aos docentes; 92% das escolas dos entrevistados não realizam projetos pedagógicos relacionados à diversidade sexual, 92% dos docentes consideram relevante dialogar sobre a temática, destes, apenas 50% estão preparados para atuarem num ambiente com diversidade sexual. Concluímos que, a temática sobre diversidade precisa ser inserida nos projetos educacionais transdisciplinares.

http://dx.doi.org/10.14572/nuances.v26i2.3483


Palavras-chave


Diversidade Sexual; Direitos Humanos; Trabalho com Projeto; Saúde

Texto completo:

ARTIGO


DOI: https://doi.org/10.14572/nuances.v26i2.3483


Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Departamento de Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia/Unesp - Presidente Prudente.

Retornar ao portal de revistas
Menor Menor Médio Médio Maior Maior
Facebook Facebook Revista Nuances
Email nuances.fct@gmail.com