EDUCAÇÃO INFANTIL NO CAMPO: O ATENDIMENTO EM UM MUNICÍPIO DE MINAS GERAIS-BRASIL

Luciana Pereira de Lima, Ana Paula Soares da Silva

Resumo


No Brasil, a Educação Infantil no campo é concebida como direito da criança e da família. No entanto, são escassos os estudos sobre os atendimentos existentes e que possam subsidiar políticas públicas. O artigo apresenta e discute dados de uma pesquisa qualitativa, realizada em 13 escolas rurais de um município de Minas Gerais-Brasil, cujo objetivo foi investigar, por meio de entrevistas com gestoras, o atendimento da Educação Infantil. Os dados foram analisados qualitativamente e sistematizados nos eixos temáticos: 1) estrutura física e funcionamento das instituições; 2) características das famílias e relações com as escolas; 3) formação dos professores. Com o estudo, identificou-se a existência de demanda não atendida de famílias por creches e pré-escolas; desigualdades na oferta, sendo esta mais restrita para crianças de 0 a 3 anos; e precariedades relacionadas com a estrutura escolar e formação docente. Foram evidenciados elementos a serem considerados para melhoria do atendimento.

http://dx.doi.org/10.14572/nuances.v26i2.3468


Palavras-chave


Educação Infantil; Pré-Escola; Creche; Rural; Políticas Públicas

Texto completo:

ARTIGO


DOI: https://doi.org/10.14572/nuances.v26i2.3468


Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Departamento de Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia/Unesp - Presidente Prudente.

Retornar ao portal de revistas
Menor Menor Médio Médio Maior Maior
Facebook Facebook Revista Nuances
Email nuances.fct@gmail.com