ESPAÇOS E TEMPOS ESCOLARES CONTEMPORÂNEOS: ESPAÇOS E TEMPOS DE EXCLUSÃO?

Rita Basso Severo

Resumo


 

 

 

Resumo:

Este texto é um recorte de uma pesquisa realizada com jovens-alunos em duas escolas públicas de Porto Alegre. Tem como intenção refletir sobre a seguinte questão: o que faz a escola com aqueles que não conseguem alinhar seus tempos de vida com o rigoroso tempo escolar?  Operei com um referencial teórico que nos permite pensar as juventudes em uma dimensão mais ampla do que a simples idade cronológica, assim, cabe considerar que a condição de ‘ser jovem’ na contemporaneidade não deve ser pensada fora do contexto histórico, social e cultural. Com ancoragem na etnografia pós-moderna as ferramentas teórico-metodológicas utilizadas foram conversas e entrevistas advindas dos diários de campo. Os achados me conduziram a pensar que as práticas destes jovens escapam a algumas formas de captura, inquietam a segurança dos saberes escolares, e questionam o poder de nossas práticas criando fendas nas instituições escolares.

 

Palavras-chave: Escola. Juventudes. Espaços. Tempos. Exclusão


Palavras-chave


Escola; Juventudes; Espaços; Tempos; Exclusão

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14572/nuances.v28i3.3456


Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Departamento de Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia/Unesp - Presidente Prudente.

Retornar ao portal de revistas
Menor Menor Médio Médio Maior Maior
Facebook Facebook Revista Nuances
Email nuances.fct@gmail.com