CONTEXTOS E PRÁTICAS DE AVALIAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Valdete Côco, Maria Nilceia de Andrade Vieira

Resumo


Este artigo apresenta dados de uma pesquisa que aborda práticas de avaliação na Educação Infantil (EI) no estado do Espírito Santo (ES), Brasil. A partir de diferentes dimensões avaliativas vivenciadas em instituições de EI nos 78 municípios, realiza-se uma interlocução com a legislação brasileira e as produções acadêmicas desse campo. Com ancoragem em referenciais teórico-metodológicos bakhtinianos, considera-se o movimento dialógico dos diversos enunciados na composição das práticas de avaliação na EI. A análise comparativa dos dados focaliza a avaliação das crianças, a avaliação institucional e a avaliação de desempenho profissional, apontando para a necessidade de momentos formativos que abordem a complementaridade entre essas modalidades avaliativas, e destacando que a avaliação das crianças, a partir das práticas pedagógicas, deve se basear num protagonismo compartilhado entre crianças e docentes no cotidiano das instituições de EI.

http://dx.doi.org/10.14572/nuances.v25i3.3087


Palavras-chave


Avaliação; Educação Infantil; Formação docente

Texto completo:

ARTIGO


DOI: https://doi.org/10.14572/nuances.v25i3.3087


Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Departamento de Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia/Unesp - Presidente Prudente.

Retornar ao portal de revistas
Menor Menor Médio Médio Maior Maior
Facebook Facebook Revista Nuances
Email nuances.fct@gmail.com