AFETIVIDADE NAS PRÁTICAS EDUCATIVAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

Viviane Aparecida Ferreira Favareto Cacheffo, Gilza Maria Zauhy Garms

Resumo


A pesquisa qualitativa, caracterizada como estudo de caso do tipo etnográfico, aqui apresentada, vincula-se à linha de pesquisa Infância e Educação, do Programa de Pós-Graduação em Educação – Mestrado, da Faculdade de Ciências e Tecnologia – FCT/UNESP e foi realizada durante os anos de 2010-2012 – e têm por objetivos investigar as concepções de afetividade de professoras de uma creche universitária, e identificar como lidam com as manifestações afetivas das crianças, buscando dar visibilidade às práticas educativas que favoreçam o desenvolvimento infantil. Para a realização da investigação, foram selecionados os seguintes instrumentos metodológicos: pesquisa bibliográfica; análise documental; observação e entrevista semiestruturada, possibilitando a organização dos dados em cinco categorias, que foram analisados pela teoria walloniana e revelaram que as concepções de afetividade e suas manifestações são definidas com base nas relações de interação que as professoras estabelecem com as crianças.

http://dx.doi.org/10.14572/nuances.v26i0.2814


Palavras-chave


afetividade; creche; professor de educação infantil.

Texto completo:

ARTIGO


DOI: https://doi.org/10.14572/nuances.v26i0.2814


Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Departamento de Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia/Unesp - Presidente Prudente.

Retornar ao portal de revistas
Menor Menor Médio Médio Maior Maior
Facebook Facebook Revista Nuances
Email nuances.fct@gmail.com